• 26 de junho de 2022 05:07

Fisioterapia troca cordéis por alimentos e arrecada mais de 130 quilos de donativos

jan 10, 2022
*Doações serão encaminhadas ao Fundo Social e instituição do terceiro setor*

Trocar literatura de cordel por alimentos. A ação solidária e cultural foi realizada, recentemente, nas duas unidades do Centro de Recuperação de Fisioterapia da Prefeitura de Guarujá e arrecadou 132 quilos de alimentos. As doações serão destinadas ao Fundo Social de Solidariedade do Município e à Organização Não Governamental (ONG) Natureza Feminina.

A gerente do Serviço de Recuperação e Fisioterapia da Prefeitura, Elizandra Cabral Teixeira, relata que a iniciativa foi idealizada pela assistente social Cláudia Maria Santos do Nascimento, autora dos cordéis sob o pseudônimo de Cacau Nascimento. A profissional atua no Centro de Fisioterapia de Guarujá.

Anúncio

“A nossa assistente social escreveu o texto ‘Cordel que alimenta’ e abraçamos a ideia, realizando a campanha entre os usuários da fisioterapia. O paciente trocava um cordel por um quilo de alimento. Começamos com ações desde o Outubro Rosa, passamos pelo Novembro Azul e finalizamos o ano com essa ação cultural e solidária”, ressalta Elizandra.
Cláudia é autora de cordéis como “A mama é minha, mas a causa é nossa” sobre a campanha Outubro Rosa e “Se precisar de um toque, relaxe”, alusivo à mobilização Novembro Azul. A partir dos temas, surgiu a ação. “Compreendi que, através da literatura de cordel, todos os temas podem ser abordados. Idealizei a distribuição dos cordéis sempre que terminasse minha abordagem junto aos pacientes, usuários do serviço de recuperação e fisioterapia. Depois, ocorreu a ideia da campanha”, conta a assistente social.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.